Dani Acioli

Artista, feminista, de linguagem figurativa com forte inspiração na estética do Cordel e Xilogravura, cultura forte do interior do nordeste Brasileiro. Um traçado pensado no negativo da imagem, na retirada da cor. Primeiro, o preto no branco, com o nanquim sobre o papel; suporte principal do trabalho. Depois veio a experimentação com outros suportes em técnicas mista (tinta, pastel, cera, canetas); cores fortes. Amarelos. Outros materiais, como tecido, madeira e arames. Como tema, desde o início, a mulher. A origem. O feminismo. A construção da afirmação num mundo predominantemente machista. O erotismo, pudor, sacrifício, origem, patriarcado. Desejo de performar. Romper com a tela.

Formação:
Graduada em Jornalismo pela Unicap, 1998.
Principais trabalhos:
- Exposição No meu lugar o que faria no Espaço Valsa, em Lisboa, 2020;
- Exposição Histeril no Braço de Prata, Lisboa, 2019;
- Exposição Projeto Anexo Arte Plural Galeria, dezembro, 2017;
- Exposição individual Mostra Cultural BR Shopping Recife, 2017;
- Diálogos com Zuzu Angel, GaleRio, Instituto Eixo Rio, Rio de Janeiro (abertura: 26 de julho 2016).